PEITO DE PERÚ ASSADO Â MINHA MODA

quarta-feira, fevereiro 10, 2010

Hoje começo pela receita. Parece um pouco longa por causa dos ingredientes para o tempero, mas é muito fácil e fica uma delícia.
Na minha aldeia, de vez em quando aparecem javalis que derrubam as colheitas, foçam a terra e dão cabo das hortas e às vezes há batidas ao javali.
Quando me oferecem algum pedaço, tem de se deixar de molho num alguidar com água, sumo de laranja e fatias da mesma, folhas de louro, cravinhos, etc. A carne assim preparada fica sem o gosto forte do animal e mais macia. No dia seguinte parte-se e congela-se se for muita ou tempera-se se for para assar ou guisar na altura.

Embora eu goste de carne de perú, por vezes acho-a enjoativa e lembrei-me de o tratar como ao javali. E como todos apreciaram e pediram a receita, aqui vai :

Perú Assado da Tia Fátima

Banho:
1 lombo de perú, com 1 Kg
2 laranjas
4 folhas de louro (sem nervura do meio)
5 cravinhos da Índia
1 mão cheia de sal
água q.b.

Marinada:
3 dentes de alho grandes esmagados
1 colher de sobremesa de sal (ou a gosto)
1 dl de azeite
pimenta preta moída na hora
1 colher de café de pepitas de malagueta seca moída
tomilho ou salva em folhas secas, desfeitas com a ponta dos dedos
2 laranjas em sumo
2 dl de vinho branco (1 xícara)
2,5 dl de água quente ou caldo de carne

Preparação:
Com dois dias de antecedência, colocar num alguidar todos os ingredientes mencionados no banho. As laranjas são cortadas às rodelas e espremidas no momento de colocar na água. Deixa-se no frigorífico de um dia para o outro.
No dia seguinte, tira-se o lombo de perú para um pirex.
Numa tigela, deita-se o sal, os alhos espremidos, as folhas de louro sem nervura central partidas aos pedaços, o azeite, o sumo de laranja, os cravinhos, a pimenta preta, a malagueta e as folhas secas de tomilho ou salva. Faz-se uma papa e esfrega-se com ela o perú. Cobre-se com folha de alumínio e vai ao frigorífico de um dia para o outro.
No dia seguinte acrescenta-se a água ou caldo de carne e o vinho branco. Cobre-se de novo com a folha de alumínio e leva-se ao forno quente cerca de 1 hora e 30 minutos.
De vez em quando, vê-se se o molho é suficiente. Convém ter à mão água quente ou caldo, para poder acrescentar o molho se for necessário.
Ao fim da primeira hora, retira-se o papel de alumínio para que a carne fique corada, dourada por fora.
Para ver se está bem cozinhada, espeta-se um garfo. Se sair líquido, ainda não está pronta e deve ficar mais um pouco no forno. Tudo depende do tamanho da carne e da temperatura do forno.

Notas: - A água da minha aldeia é da serra da Guardunha, muito pura. É dessa que uso.

Este Perú Assado fica muito bem com o Arroz de Passas e Pinhões e com uma boa Salada Mista.
Espero que experimentem e depois digam como correu.
Beijinhos da
Tia Fátima = Bombom = Avó Fátima

Talvez Goste de Ler

4 comentários

  1. BOA!!!
    Evito de fazer peru assado precisamente por nao gostar do sabor forte que tem,mas por outro lado gosto de peru...agora vou experimentar esta tua dica !
    Obrigado pela tua partilha :)
    Beijihos no coração
    Tina

    ResponderEliminar
  2. Querida Bombom
    Muito rica esta receita, tenho certeza que deve ser deliciosa!
    Um grande abraço
    Léia

    ResponderEliminar
  3. Olá Fátima,


    Gostei e muito do tempero de ervas que a receita de perú leva. Só a imaginar o sabor e o cheiro que deve reinar na casa, ui, ui.Pois, cá em casa o perú também tem que levar o tempero para retirar o tal sabor intenso que a Fátima fala.

    Gostei de saber a dica da água e também dizer que adoro a zona da Serra da Gardunha, aliás a zona do Douro é de uma beleza que até doi, como eu costumo dizer...


    Beijinhos com muito carinho mesmo

    Isabel de Miranda

    ResponderEliminar
  4. Laranja e cravinho liga muito bem!

    ResponderEliminar