WORKSHOP, EMISSÃO INFANTIL E ARROZ DE BERBIGÃO

sexta-feira, fevereiro 12, 2010

Hoje vamos começar por um pequeno "workshop" de Gramática (he,he)! Apanho cá as clientes e vai disto! É que há uns erros de Ortografia e de Gramática, que são muito fáceis de solucionar e vão ver que os vossos textos vão ficar muito mais atractivos!
Trata-se do "há" e do "à".

Reparem nas frases.
1 - Eu fui .... janela e vi que ...muitas núvens no céu.
2 - Eu vou ....praça fazer compras. Na praça hoje ....peixe fresco.

Se tiver dúvidas, troque o som A por "existe"; se soar bem, escreve-se com "h" porque "há" pertence ao verbo Haver = Ter = Existir.
Se o som A se refere a um lugar ou sítio, escreve-se "à".

Na frase 1 e 2, janela e praça são locais, portanto escreve-se sem "h".
a) Eu fui à janela
b) Eu fui à praça.

c) ...(tem ou existem) muitas núvens...; "há muitas núvens"...
d) ...(tem ou existe) peixe fresco...; "há peixe fresco".

Experimentem e depois digam-me se não é tão fácil.



Como hoje é sexta-feira, temos EMISSÃO INFANTIL, hoje com uma poesia que pode ser interpretada por crianças, do tipo "jograis".


PASSEIO NO CÉU

Os Anjinhos, já cansados
De neste mundo pensar,
Resolveram descansar,
Os grandes endiabrados!

E então foram brincar
 apanhada e escondidas!
- "Não quero aqui mais corridas"!
Era o S. Pedro a ralhar.

Um ficou aborrecido.
- "Vamos para outro lado
Que o S. Pedro está zangado!
Disse outro, mais divertido.

Resolveram ir então
Os negros céus perscrutar
E saíram a explorar
A mais densa escuridão.

Ali, já ninguém os via!
Fizeram boas corridas,
Brincaram às escondidas
E, com tod`essa folia,

Esqueceram-se de voltar.
E já eram horas mortas
Quando bateram às portas
P`ra no céu de novo entrar.

S. Pedro, muito ensonado,
Pois tinha estado a dormir,
Levantou-se e foi abrir
O grande portal dourado.

-"Estas caras, descaradas,
Que fazem a esta hora?
A Terra queixou-se agora
De violentas trovoadas!...

Já tão tarde, é uma hora,
Vamos já para a caminha,
E amanhã de manhãzinha
Direi a Nossa Senhora"!

Fátima Carrapa


Termino com uma receita muito fácil, para Principiantes e não só .

ARROZ DE BERBIGÃO

1kg de berbigão (muito fresco)
1 chávena almoçadeira de arroz carolino
2 1/2 chávenas de líquido da abertura dos berbigões
1 cebola peq.
2 dentes de alho picados
2 colheres de sopa de azeite virgem
1 folha de louro (sem o veio central)
1 colher de sopa de concentrado de tomate (fac.)

Primeiro lavam-se muito bem os berbigões e põem-se num alguidar cobertos com água e uma boa mão cheia de sal. Deixa-se no frigorífico de um dia para o outro.
No dia seguinte, lavam-se de novo para largarem toda a areia e levam-se ao lume num tacho ou frigideira cobertos com a tampa. De vez em quando mexe-se com a colher de pau, para que aqueçam todos por igual e abram bem.Quando todos estiverem abertos, retira-se o tacho do lume e deixa-se arrefecer um pouco.
Separam-se os berbigões e põem-se numa tigela. Coa-se o líquido que ficou com a ajuda de um paninho. Se não chegar para as duas chávenas e meia, acrescenta-se com água.

Num tacho, leva-se ao lume o azeite, a cebola e os alhos picados, a folha de louro e deixa-se refogar durante alguns minutos, sem deixar queimar. Acrescenta-se o concentrado de tomate e dissolve-se bem e juntam-se os berbigões.
Junta-se o líquido já medido e deixa-se ferver. Acrescenta-se o arroz e ao levantar fervura Tapa-se o tacho, baixa-se o lume para o mínimo e contam-se 13 minutos exactos. Findo este tempo, retira-se do lume.
Serve-se com uma boa salada mista.

Nota: - Esta medida dá para 4 ou 5 pessoas.
- Se for só para duas pessoas, basta 1 chávena de café (1 dl) de arroz para 3 chávenas de caldo. Fica um arroz malandrinho.
- Podem substituir-se os berbigões por camarões, mas fica mais caro.
- Se preferirem um arroz mais sequinho e solto, para uma medida de arroz usem duas medidas de caldo. Depois de feito usar um garfo para soltar os bagos.
- Cozinhem sempre o arroz em lume mínimo.

Bom fim de semana e beijnhos.

Bombom = Tia Fátima = Avó Fátima

Talvez Goste de Ler

14 comentários

  1. Olá Fátima,

    Senhora professora a Isabel precisa e muito destas aulas de gramática. Eu sou uma das suas alunas que troca muitas vezes o `à por o h. Até o filho está sempre a chamar-me atênção. Fátima até me aborreci com uma pessoa que até gostava por causa dos erros.Enfim...Mas assim explicado parece bastante fácil, já tirei os meus apontamentos no caderno:)

    Agora o poema lindissimo...Gostei muito.


    Beijinhos com muito carinho mesmo

    Isabel de Miranda

    P.S. As aulas de gramática têm continuação? É que não quero faltar a nenhuma. Obrigada.Vir ao "ESTAMINÉ" estou mesmo sempre a aprender...

    ResponderEliminar
  2. Os "workshops" têm lugar quando me parecem oportunos mas também quando as minhas leitoras quiserem apresentar alguma dúvida para o e-mail do Estaminé. Se puder ser útil a alguém, terei todo o gosto em continuar!
    Obrigada pelas visitas e pelos comentários tão carinhosos. Bjs. Bombom

    ResponderEliminar
  3. Fátima, adorei o workshop de gramática e tens de continuar! Pode ser útil a muita gente. Eu às vezes tenho dúvidas esporádicas sobre esta situação. Mas agora nunca mais vou falhar.

    Bjs grandes

    ResponderEliminar
  4. Querida Bombom
    Valeu a dica de gramática, tenho sempre muitas duvidas!

    Beliiiiiiiíssima poesia, parabéns!

    Quanto a receita não sei o que é berbigão, mas vindo de você so' pode ser algo muito gostoso.

    Um grande abraço
    Léia

    ResponderEliminar
  5. Que bela lição de gramática!
    Vou ter que trazer ao teu "workshop" a Princesa porque curiosamente dizia-me ela um dia destes que tinha dificuldade em saber quando aplicar "à" ou "há"!
    Então e o "á" ? Como se deve aplicar?! :((
    Linda esta tua poesia!
    Queres conhecer a imagaem da minha loja?!Espreita aqui: http://amaegalinha.blogspot.com/
    Beijinhos no coração
    Tina

    ResponderEliminar
  6. Fátima voltei, pois quando comentei não tinhas o teu arroz...

    Simples e delicioso concerteza. A dica que dás em cozinhar em lume brando é a que eu uso sempre a cozinhar seja o que for. Só utilizo o lume alto quando é para selar a carne.


    Beijinhos com carinho mesmo

    Isabel de Miranda

    ResponderEliminar
  7. Workshop - cont.
    Na língua Portuguesa não existe "á", sozinho com acento agudo! Só usamos o "há" (forma do Verbo haver) quando queremos dizer que existe ou tem alguma coisa; e "à" quando nos referimos a um local, ou sítio (aonde).
    Ex: - Há muito tempo, há muita gente, há uma semana, há areia na praia.
    - Vou à rua, fui às compras, à hora marcada (à = na), vou à praia.

    Fico ao vosso dispor. Obrigada pela vossa companhia. Bjs.Bombom

    ResponderEliminar
  8. ¿puedo escribirte en español?? mis amigas portuguesas y brasileñas adoran que les escriba en español, y a mi me encanta tu lengua, el portugués es la lengua más bonita que existe, además se entiende muy bien!!!!

    un beso!!! beijos!!!

    ResponderEliminar
  9. XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

    Hello Friend, I love love love your blog, it‘s very interesting!!! I really like your style!! i‘ll visit you many times for sure honey.

    XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

    ResponderEliminar
  10. I‘d like to invite you to visit my fashion blog:

    http://www.mydarlingbubu.com/

    Thank you :). KISSES FROM SPAIN

    •••HAVE A NICE WEEK•••

    ResponderEliminar
  11. Eres de SINTRA???? Adoro Sintra, estuve el pasado agosto, es preciosooooo

    ResponderEliminar
  12. Olá Bombom,
    Já sabia esta dica do «há» e do «à», mas nunca é demais lembrar... porque tenho sempre de pensar...
    Obrigada.
    Bjs
    Teresa C.

    ResponderEliminar
  13. Olá Bombon :)
    Uma excelente forma para fixar esta regra de gramática e que procurarei nunca esquecer para transmitir à minha filhota quando começar a sua aventura tão maravilhosa que é o acto de escrever!
    Beijinho, e para o próximo workshop, estarei sentada na 1ª fila!
    beijinho.

    ResponderEliminar
  14. Este arroz de berbigão parece delicioso! A experimentar no meu lar brevemente... :)

    ResponderEliminar