Novembro 27, 2012

REGRAS A SEGUIR PARA FAZER BOAS CONSERVAS


Hoje venho falar-vos das Regras a ter em conta quando se quer fazer Conservas.
Embora elas sejam do conhecimento da maioria dos que me visitam, há sempre aqueles que, com menos experiência, procuram saber como se executa esta tarefa. É, pois, para os novatos que dirijo a minha "prosa" de hoje. Aliás, não é minha porque vou servir-me das palavras do Chefe Luís Alves que as definiu melhor do que eu, na sua colaboração com a revista Teleculinária n° 949 de que já vos falei anteriormente.
Segundo ele, "há cuidados a ter e regras a respeitar quando queremos conservar os alimentos.
A primeira, e sem dúvida a mais importante, é a da higiene.
Todo o material que vai usar deve estar impecàvelmente limpo.
Os ingredientes (escolha-os em bom estado, não demasiado maduros e sem cortes ou pisaduras) devem ser lavados, de preferência em água acidulada com vinagre ou sumo de limão, para os desinfectar.
Os frascos ou boiões que for usar (cuidado pois têm de ser resistentes ao calor) devem ser esterilizados, isto é, fervidos em água e emborcados sobre um pano limpo até escorrerem completamente - não os enxugue com um pano. Deixe-os assim emborcados até ao momento de os encher.
A preparação dos alimentos a conservar, realiza-se como qualquer cozinhado vulgar, seguindo à risca a receita em quantidades e tempos de fervura.
Em seguida, encha os frascos deixando uma pequena margem vazia (0,5 cm) e feche-os bem com as tampas.
Mergulhe depois os frascos numa panela com água, que leva a ferver durante os períodos de tempo indicados na receita (esterilização).
Para maior segurança, coloque no fundo da panela uma base de madeira ou, na falta desta, um pano dobrado. Para que os frascos não chocalhem durante a fervura, há quem os enrole também com um pano, de modo a impedir que choquem entre si.
Depois da esterilização pela fervura, deixe arrefecer os frascos dentro da água da panela.
Quando estiverem frios, seque-os bem e verifique as tampas: elas devem ficar levemente abauladas para dentro, devido à pressão do ar exterior.
Há quem os emborque com a tampa para baixo, para verificar se qualquer humidade ressuma para o exterior. Se tal acontecer, não guarde a conserva. Consuma-a de imediato e guarde o frasco no frigorífico.
Guarde as suas conservas em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz directa (dentro de um armário ou despensa).
O seu tesouro de reservas está ao seu dispor durante pelo menos dois meses, para enriquecer a sua mesa."

Só queria acrescentar que quem tiver máquina de lavar loiça, pode fazer aí a lavagem dos seus frascos pois esta atinge uma temperatura de cerca de 90 a 95°. Deixe secar e  retire-os depois de secos.

Uma óptima semana para todos. Protejam-se bem porque o tempo vai arrefecer esta semana!


Beijinhos da

Bombom (Tia Fátima ou Avó Fátima)

5 comentários:

xunandinha disse...

Minha querida bombom,agradeço a tua partilha,beijocas e um grande abraço

COZINHAR COM OS ANJOS disse...

Bombom (Fátima) é sempre útil as tuas dicas sejam para iniciantes ou não. Pois as conservas têem muito que se lhe diga, e tu com as tuas explicações simples consegues sempre tornar tudo muito mais fácil. Obrigada!

Beijinhos

Brisa Maritima disse...

Olá querida Fátima (Bombom) :)

Olha... para mim estas dicas foram excepcionais, aprendi com elas e decerto que quando experimentar a fazer conservas terei em conta estes preciosos conselhos !

Adoro aprender, é algo que me está no sangue e sempre procuro informação para absorver, como tal gosto muito destas publicações.

Muito obrigada pela tua visita ao meu Blog do Chocolate, gosto mesmo muito de te ver por lá !

Um grande beijinho para Ti

Isabel

Léia Silva disse...

Querida Bombom
Adorei teu post, foi uma verdadeira aula para mim!
Te desejo um lindo fim de semana.
Bjim
Léia

Ana Cooks disse...

q booooooom...com um chazinho ainda melhor!