BORDADO DE CASTELO BRANCO

sábado, novembro 05, 2011


Tenho tido alguma dificuldade em prosseguir com novas receitas. Enquanto me organizo melhor, pensei trazer-vos alguns temas de interesse geral.
O primeiro é relacionado com o Bordado de Castelo Branco, um dos produtos mais típicos e ricos da cidade de Castelo Branco.
Surgiu essencialmente em colchas de linho que eram bordadas com fio de seda natural, com desenhos e pontos muito variados. (Cliquem na imagem para a ampliarem).
Estas colchas tornaram-se conhecidas a partir de meados do século XVI (1550).
Eram bordadas para famílias nobres ou para burgueses ricos e também para as bordadoras quando se casavam.
Estes trabalhos, muito antigos, podem ser apreciados no Museu Tavares Proença, o museu da cidade.
Há quem diga que os desenhos são de inspiração oriental, mas não sei se é verdadeira esta informação.
Muitos têm cenas campestres, flores diversas estilizadas, outros são "naifs" com pessoas e animais.
Actualmente bordam-se painéis para paredes, quadros, etc.
No Museu tem funcionado uma escola de bordados que tem promovido estes trabalhos que já estavam em desuso. Com a descoberta das fibras sintéticas que são mais baratas, deixou de se fabricar fio de seda. Então foi preciso retomar a confecção da seda, do fio e da tinturaria antiga para as colorir.
Como podem calcular, estes bordados são muito trabalhosos e requerem muita entrega da parte das bordadoras, por isso são dispendiosos.
Eu vi um painel lindo para parede a ser confeccionado, encomendado por um ex-Ministro, que custava na altura 2000 contos (10000 euros na moeda actual).
O quadro que vos mostro foi-me oferecido por uma prima que o confeccionou e que guardo com muita estimação.
Se alguma vez passarem por Castelo Branco, não deixem de visitar o Museu e os Jardins do Paço que o envolvem.

Talvez Goste de Ler

4 comentários

  1. Uma boa informação que não deixarei
    de ter em conta aquando de uma
    futura passagem por Castelo Branco.
    Um beijinho/Irene

    ResponderEliminar
  2. lindo o bordado,benvinda já tinha notado a ausencia,beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Oi Fátima,
    tento há dois enviar-lhe um email e retorna como endereço errado. Quando puder comunique-se comigo.
    Em tempo:amo tapeçarias e bordados.Há muito tempo atrás fiz uns quadrinhos que até ficaram bonitinhos, mas, não se comparam à esta arte lindamente postada aqui.A tradição conta histórias encantadoras.
    Bjkas,
    Calu

    ResponderEliminar
  4. Bombonzinha
    Sou uma apaixonada em bordado.
    Na minha adolescência fiz muito, hoje a minha visão não me permite tanto!
    Adorei as informações.
    Um grande abraço
    Léia

    ResponderEliminar