Dezembro 04, 2010

UM FRIO DE RACHAR E ... DOURADA NO FORNO EM PAPELOTE

Este fim de semana adivinhava-se que ia ser muito frio. Os meteorologistas avisaram que vinha por aí uma vaga de frio polar que iria fazer os termómetros marcarem temperaturas negativas.
E não se enganaram, não! Por isso só apetecem comidas quentinhas que nos aconcheguem e não dêem muito trabalho! A pensar nisso, trago-vos uma receita que, não sendo nenhuma novidade, tem o condão de cada um poder adaptar ao seu gosto pessoal, usando sempre a mesma técnica: a técnica do papelote.

                   Dourada no Forno em Papelote


Para 2 pessoas:
1 dourada média (500g)
2 batatas
2 cenouras
1 "cabeça" de bróculos
1 cebola média
2 dentes de alho
1 folha de louro
2 colheres de sopa molho de azeite picante
2 colheres de sopa de azeite
1/2 copo de água ou caldo de peixe
1/2 copo de vinho branco (facultativo)
tomilho ou salva e salsa picada qb.
sal e pimenta qb.

2 pedaços de folha de alumínio e 1 pedaço de papel vegetal (uso Glad) maiores do que o tabuleiro.

Preparar o tabuleiro: sobrepor ligeiramente as folhas de papel de alumínio. Colocar a folha de papel vegetal no centro e forrar o tabuleiro para fazer como que uma "caixa".
Deitar um pouco de azeite no fundo. Colocar metade da cebola cortada em meias luas fininhas e do alho picadinho, a fazer uma "cama". Colocar a dourada golpeada ao longo do lombo e prèviamente temperada de sal. Por cima coloque a restante cebola, o alho e a folha de louro partida ao meio e sem a nervura. Em volta coloque as batatas partidas aos quartos, a cenoura às rodelas grossas e os raminhos de bróculos. 
Numa chávena, junte o vinho branco  e a água (ou caldo de peixe), o molho picante, um pouco de sal, pimenta e tomilho. Deite a mistura sobre todos os ingredientes. Polvilhe com a salsa picada.
Feche o papel de alumínio apanhando as duas folhas a todo o comprimento e enrolando com cuidado para não rasgar. Feche depois as pontas laterais, como se fosse um pacote.
Leve a forno quente, a 180° durante 35 a 40 minutos.
Retire do forno e sirva de imediato abrindo o "pacote" já na mesa.


Aqui está ele quentinho, já na mesa. Com a vantagem de no fim se deitar fora a papelada e ser só passar por água o tabuleiro, se o papel se tiver rompido.
Desejo que passem um bom domingo no aconchego do lar!

Beijinhos da

Bombom (Tia Fátima ou Avó Fátima)

7 comentários:

Glorinha L de Lion disse...

Adorei querida Bombom! Que prático não é? E deve ser uma delícia...vou copiar esta receita, embora aqui, o calor esteja tanto que só comendo saladas, muitas saladas! beijos, bom domingo!

xunandinha disse...

Um que delicioso peixinho, e assim a poupar a louça não é,dá mais tempo para o quentinho, beijos quentinhos

COZINHAR COM OS ANJOS disse...

Que delicia, pois eu gosto muito de assar em papelote, pois além de concentrar muito mais os sabores dos ingredientes, ficamos sem tabuleiro para colocar de molho e lavar. É só mesmo passar por água o dito. adorei, e adoro o sabor da salva que dá ao peixe.

abraço infinito

Isabel de Miranda

ameixa seca disse...

Mas por aqui já esteve muito mais frio, embora não esteja nada bom este tempo. Chove muito e só as comidas quentes nos dão algum conforto. Sou grande fã de dourada e feita assim fica muito saudável :)

Nilce disse...

Hummmmmmm! Parace uma delícia esta receita. Completa.
Cuide-se do frio aí querida.

Bjs no coração!

Nilce

Dinorah disse...

Nooossaa! Que delícias, fico babando no teclado do computador.
abraços

Cucchiaio pieno disse...

Minha querida
Aqui o frio também esta' de rachar!
Quero fazer verduras com essa técnica, gostei muito!
Bjim
Léia