AVEIRO E SEUS ENCANTOS

quarta-feira, maio 16, 2012

                       Rua de Aveiro e canal da Ria

Passei o último fim de semana em Aveiro.
No dia 12 de Maio festejava-se Santa Joana Princesa,  a Padroeira da cidade.
Já lá não ia há mais de 20 anos e foi uma agradável surpresa.
Não é por acaso que lhe chamam a Veneza portuguesa.

                        Antiga fábrica, reaproveitada para Centro Cultural e Hotel (à direita)

As suas ruas, ladeadas pelos canais resultantes da laguna em que termina o rio Vouga, animam-se com o passar dos barcos que hoje transportam os turistas, em vez das mercadorias, do moliço e do sal de outrora.


Cada rua é um quadro pintado pelo Sol e reflectido na Ria!
A cidade modernizou-se e para mim, foi "um espanto"!
A luz, os espaços verdes, as praças, as pontes...


Foi lindo ver como a cidade soube prestar homenagem aos que lhe deram fama: pescadores, marnotos, salineiras e varinas...

                             Marnotos, salineiras e varinas

                                  Pescadores consertando as redes

Estes painéis de azulejo emolduram uma das ruas de maior movimento e contam-nos histórias...

Estátua em bronze, representando uma salineira.

 Estátua em bronze, representando um marnoto.

Não posso terminar sem fazer menção à Universidade de Aveiro e ao seu polo tecnológico que, graças ao seu dinamismo, ultrapassou fronteiras e hoje é reconhecida internacionalmente pela qualidade do seu trabalho e ensino.
A ela, deve a cidade de Aveiro grande parte da sua modernização.
Vou ficar por aqui, mas tenho mais coisas para vos mostrar nas próximas postagens. Espero que gostem...

Beijinhos da

Bombom (Tia Fátima / Avó Fátima)

Talvez Goste de Ler

13 comentários

  1. Que lindeza de cidade, amiga Bombom!
    Portugal tem tantas cidades pequenas e lindinhas. Tenho que aí voltar mais vezes para poder conhecer tudo isso.
    Adorei o passeio por Aveiro!
    beijos cariocas

    ResponderEliminar
  2. Querida amiga,
    Só uma ligeira correção. Embora pareça, não se trata de um "delta" do Vouga, mas de uma laguna.
    E a propósito, deixo um olhar de raúl Brandão sobre a ria de Aveiro, no seu livro "Os pescadores":
    ". Todas as águas do Vouga, do Águeda e dos veios que nestes sítios correm para o mar encharcam nas terras baixas, retidas pelas dunas de quarenta e tantos quilómetros de comprido, formando uma série de poças, de canais, de lagos e uma vasta bacia salgada. De um lado o mar bate e levanta constantemente a duna, impedindo a água de escoar; do outro é o homem que junta a terra movediça e a regulariza. Vem depois a raiz e ajuda-o a fixar o movimento incessante das areias, transformando o charco numa magnífica estrada que lhe dá o estrume e o pão, o peixe e a água de rega. Abre canais e valas. Semeia o milho na ria. Povoa a terra alagadiça, e à custa de esforços persistentes, obriga a areia inútil a renovar constantemente a vida. Edifica sobre a água, conquistando-a, como na Gafanha, onde alastra pela ria, aduba-a com o fundo que lhe dá o junco, a alga e o escaço, detritos de pequenos peixes…"
    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. Oi, Bombom!

    Foi uma surpresa bem agradável, né? As imagens são lindas, e mais que isso, como você tão bem ressaltou, estão cheias de homenagens ao povo que a construiu.

    Ficamos no aguardo de mais novidades.

    Beijos
    Socorro Melo

    ResponderEliminar
  4. Olá amiga,já vai para uns anitos que não passo por Aveiro está realmente bonita e diferente, beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Zé, muito obrigada pela tua "achega"! Já rectifiquei o texto inicial. Muito obrigada pelo excerto do texto de Raúl Brandão, que tão bem descreve a formação da laguna!
    Bjs. Fátima

    ResponderEliminar
  6. Obrigada a todos (as) pelas vossas visitas e comentários. Bjs. Bombom

    ResponderEliminar
  7. Bombom, a cidade de Aveiro é linda mesmo, vale a pena conhecer se por aí for algum dia. Tenho muita vontade de visitar alguns países da Europa, mas o medo de avião me impede...rsrsr A respeito disso estou até fazendo uma terapia, voltada para o fato do avião me incomodar tanto. Vamos ver se surte efeito e eu possa vir a conhecer lugares lindos assim pelo mundo.
    Beijo!

    ResponderEliminar
  8. Oi, Fátima! Saudades!
    Nem sei se gostei mais do seu texto ou mais das fotos, ah, que bobagem: os dois são perfeitos e se completam!
    Fiquei maravilhada com a cidade: é bela! E vc falou da belezinha com um amor e empolgação comoventes!
    Bjsssssssssss, quérida!
    P.S.: Espero mais fotos e informações sobre Aveiro, ok?

    ResponderEliminar
  9. Minha querida,

    Achei que conhecia bem o vosso país, mas vejo que ainda me falta muita coisa, pois ainda não tive a oportunidade de conhecer o Aveiro...de que tanto ouço falar pelos "ovos moles de Aveiro" que aqui são bem famosos.

    Lindas fotos, linda cidade!

    ResponderEliminar
  10. Fátima, além do texto que como sempre tão bem explicado. Adorei as fotos. Estás uma "expert" estou a gostar. Já não ia, ia digo bem! Com a tua mensagem, parece que estive em Aveiro, só que pelos teus olhos. Obrigada e continua.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Uau Bombom e que encantos!
    Meu sonho é conhecer a tua linda terra.
    Um grande abraço
    Léia

    ResponderEliminar
  12. Olá! Andava eu pesquisando na net e vim dar com este seu Estaminé super interessante :-)
    Estudei em Aveiro, e foi muito bom recordar esta cidade maravilhosa, obrigada (e desconhecia que há um museu do brinquedo em Vagos. Para a próxima ida estaarei lá!).
    E voltarei com certeza mais vezes ao seu cantinho.
    Fátima

    ResponderEliminar
  13. Bem, a querida Bombom parece que tem andado por terras onde já estive de férias. Tem bom gosto! :)
    Estive em Aveiro em 2010 e adorei a cidade. Foram 4 dias intensos, cheios de coisas para ver, apreciar e desfrutar.
    Não se esqueça de vir a Guimarães um dia destes (e não se esqueça de me avisar! Teria muito gosto em mostrar-lhe os meus locais). Beijinhos.

    ResponderEliminar