VELHARIAS - CONT.

domingo, outubro 19, 2014



Esta velha panela de ferro, encontrei-a no mesmo sítio das bilhas de que vos falei ontem.
Depois de lixada e pintada, rejuvenesceu e serve para guardar as pinhas da lareira.


Era nestas panelas que se fazia a comida dos porcos.


A comida das pessoas era feita nas panelas de ferro de três pés, como a da imagem acima.


Estes cestos que agora servem para guardar as pinhas para no Inverno acendermos a salamandra, eram usados antigamente para os trabalhos do campo. O grande é do tempo dos meus sogros e chamavam-lhes "cestos vindimos" porque serviam para arrecadar as uvas durante as Vindimas.
O mais pequeno foi deitado ao lixo e eu aproveitei-o. Era nestes cestos que as mulheres levavam a comida para o campo e, muitas vezes servia de berço aos filhos bebés enquanto elas trabalhavam a terra.


Este é um aguadouro, sem o cabo. Quero ver se arranjo um para o compôr. Era com este utensílio que as pessoas das aldeias tiravam a água dos poços ou dos ribeiros, para regarem as hortas.


E para terminar, sabem que objecto é este?
É uma focinheira (não sei se tem outro nome) que se punha no focinho dos bois ou dos burros para eles não morderem. São relíquias do tempo dos meus Sogros que hoje decoram alguns recantos da casa da aldeia e nos lembram os tempos difíceis que eles atravessaram.

Beijinhos da

Bombom (Tia Fátima ou Avó Fátima)

Talvez Goste de Ler

10 comentários

  1. Adorei as tuas velharias. Nos blogs de decoração nórdicos encontram-se peças semelhantes. Pintadas de branco - os cestos, por exemplo - são contentores de plantas maravilhosos. Se fossem meus, chamava-lhes um figo.
    Beijinhos e boa semana.

    ResponderEliminar
  2. Fátima, que pena só há poucos anos eu gostar de velharias como tu chamas, pois agora é vintage. Adorei conhecer as tuas peças vintage.

    Beijinhos

    I.M.

    ResponderEliminar
  3. Avó Fátima adorei essas suas velharias!!! A Inês manda-lhe um beijinho :)
    Beijinhos :)
    Espero por ti em:
    http://strawberrycandymoreira.blogspot.pt/
    https://www.facebook.com/omeurefugioculinario

    ResponderEliminar
  4. Tenho paixão e uma certa nostalgia por essas velharias pois trazem-me tão boas memorias meu Bombom, que bom partilhaste e saber o bom uso que lhe deste


    beijinho e votos de uma doce semana!

    ResponderEliminar
  5. Adoro velharias!

    _________________
    Ana Teles | Telita
    blog: Telita na Cozinha



    P.S.: Mal tenho tido tempo para o meu blog, quanto mais comentar em todos os blogs que sigo. Por isso, lamento a minha ausência nos comentários.

    ResponderEliminar
  6. Eu curto velharias e estas são lembranças de tempos com muita história para sua família, mais bacana ainda.
    Vi uma panela desta que nos mostra na primeira foto, esta semana num leilão de objetos antigos. Ela era pintada de azul turquesa, linda e a alça na cor natural. Fica muito linda para colocar pinhas à beira da lareira, adoro e tenho uma!
    beijinhos cariocas


    ResponderEliminar
  7. Fátima, é tudo "a minha cara" :)
    Perdi-me de amores pelas tuas peças! Obrigada por partihares as fotos e um pouco da história de cada uma.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Bombom!
    O que eu ando a perder!!! Já tinha visto alguns comentários noutros blogues, mas nunca pensei que quem os colocava era de tamanha importância. O elogio não é desmesurado, não! Os posts são excelentes e as fotografias de igual qualidade!
    Confesso que me dá um enorme prazer um bom texto, escrito em bom português e adoro velharias, isto é, coisas antigas que nos trazem à memória bons tempos... em que as coisas tinham "valor". Hoje vejo deitar fora utilidades menos modernas simplesmente porque as acham velhas e as desejam substituir.
    Mas não me vou alongar. O meu objetivo é felicitar-te e já estou a seguir-te.
    Desculpa o tratamento (abusivo?)... mas eu concedo-me esse direito por ser das mais velhas nestas andanças da blogosfera e já sei que nos vamos encontrar mais vezes.
    Bom fim de semana.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Querida amiga
    Adoro panelas antigas e apaixonei-me pelas tuas que receberam excelentes fins!
    Saudade.
    Te desejo uma ótima semana.
    Bjim
    Léia

    ResponderEliminar
  10. Que belos tesouros! Também eu sou natural de uma pequena aldeia junto à fronteira, no conselho do Sabugal. Num estábulo do meu pai ainda se guardam essas e outras preciosidades. Também conheço essas focinheiras. Usavam-nas nas vacas que labravam os campos para elas não comerem as couves plantadas junto.

    Bjs

    Isabel Gomes

    ResponderEliminar