UMA CONFISSÃO...E GELÉIA DE LARANJA E GENGIBRE (2)






Uma das grandes dificuldades que tenho na confecção de geléias, é saber exactamente quando é que elas atingem o ponto devido, que é imediatamente anterior ao ponto de estrada.
E foi isso que me aconteceu quando fiz a Geléia de Laranja e Gengibre, de que vos dei a receita na postagem anterior. Deixei passar um pouco...e ficou a parecer mais uma compota, por isso lhe pus essa rotulagem. Mas ficou-me a roer a consciência...e vai daí, resolvi voltar a fazer a dita Geléia, mas desta vez só com o sumo.
Como já tinha acabado a Pectina, usei Açúcar Gelificado da Sidul que encontrei pela primeira vez este fim de semana quando fui às compras ( no Modelo/Continente da minha área).

GELÉIA DE LARANJA E GENGIBRE (2)

900g de sumo de laranja (usei da baía)
400 g de açúcar gelificado
40 g de gengibre fresco, ralado

Segui a receita exactamente como a anterior. Com as peles da laranja obtidas depois do sumo, fiz a "boneca".


No final, obtive uma geléia de sabor mais ácido e ligeiramente mais amargo que o primeiro.
O primeiro ficou num ponto óptimo para o meu gosto porque não aprecio sabores muito ácidos.
Mas acho que para aquelas pessoas que gostam da fruta ácida (mãçãs, por ex.) esta segunda geléia é capaz de agradar mais.

Fiquei a pensar que talvez seja "culpa" do açúcar gelificado, que foi a primeira vez que usei.
Quando, no fim fui prová-lo, constatei que tem um sabor cítrico e ácido. Quando voltar a repetir esta receita, vou acrescentar umas 150 g de açúcar branco e juntar apenas 350 g de açúcar gelificado.





As Geléias e Compotas feitas com pectina ou açúcar gelificado podem ser feitas com menos açúcar e aguentam bastante tempo sem se estragar. As que são feitas com açúcar normal mas em menor quantidade, têm de ser conservadas no frigorífico para não se deteriorarem.

Aqui deixo o meu agradecimento sincero pelas vossas visitas e comentários, com votos de boa semana. Beijinhos da

Bombom (Tia Fátima / Avó Fátima)

GELÉIA DE LARANJA E GENGIBRE

Há uns dias, quando procurava uma determinada receita num blog, encontrei esta que vos trago hoje e que me prendeu a atenção: Geléia de Laranja e Gengibre.
Como a Laranjinha do Cinco Quartos de Laranja continua em festa pelo 6° Aniversário do seu blog, lembrei-me que ela havia de gostar de ter esta Geléia na mesa da festa. Por isso, aqui está ela !
As honras vão para o seu autor, o Chef Vítor, dono do Prato Fundo e a receita podem conferir aqui:
http://pratofundo.com/2483/geleia-laranja-gengibre/
Reduzi as quantidades mantendo as mesmas proporções, pois era a primeira vez que ia fazer e não sabia como seria o resultado.

 GELÉIA DE LARANJA E GENGIBRE


1 kg de laranjas pera (usei da baía)
400g de açúcar branco
40 g de gengibre fresco ralado
1 colher de chá de pectina (as laranjas da baía não têm caroços)

- Esterilize os frascos.
- Lave muito bem as laranjas.
- Retire a casca das laranjas (só usei de metade) em tiras fininhas, com o ralador de tipo tira. Reserve.
- Ponha as tirinhas de casca de laranja num tacho, cubra com água e leve ao lume forte. Quando começar a ferver, baixe o lume para o mínimo (brando) e deixe cozinhar durante 10 minutos. Coe a água e descarte; reserve as tirinhas.
- Descasque as laranjas como se fosse para Laranja Suprême.
- Corte a laranja em gomos e estes em cubinhos, retirando e reservando a parte branca central e as sementes.
 - Pese as laranjas cortadas e o sumo. O açúcar deve ser metade do peso das laranjas. (Usei um pouco menos e ficou óptimo).
- Coloque as sementes e as fibras brancas das laranjas dentro de um pano de gaze ou saquinho fino de algodão e ate bem a "boneca".
- Numa panela grande de inox, coloque as laranjas, o gengibre ralado e o açúcar (a que juntei a pectina). Junte o saquinho dos caroços. Cozinhe em lume médio até atingir o ponto de geléia , cerca de 1h e 30 m a 2 horas. (Pus em lume médio até ferver e depois baixei o lume para o mínimo e deixei apurar em lume brando).
- De vez em quando mexa a geléia com a colher de pau e amasse os pedaços de laranja e esprema a "boneca" para fazer sair a pectina dos caroços e peles.
- A meio da cozedura junte as tiras fininhas da laranja (a receita original é omissa e não nos elucida).
- Quando atingir o ponto de geléia, encha os frascos e feche hermèticamente.

Notas:
- Fiz a receita seguindo ao máximo a original. As alterações vão escritas entre parêntesis.
- Não conheço a laranja pêra, por isso usei a mais comum , a da baía. Fiz a "boneca" com as partes brancas, mas as peles fininhas dos gomos  foram com eles para a panela.
- Não tive muita paciência para retirar a casca fininha às tirinhas. Descasquei as laranjas com uma faca bem afiada, para saírem muito finas e sem a parte branca. Cozinhei como vem na receita e depois com a tesoura da cozinha parti-as em tiras de cerca de 6 cm e cortei cada uma em tirinhas fininhas.


- Ficou com um sabor magnífico e usei-a a acompanhar uma refeição de carne que foi muito apreciada pelo Provador Oficial do Meu Estaminé.
- Esta geléia é ideal para acompanhar Panquecas ou Gelados simples.
- Ainda tentei usar este utensílio para retirar a pele da laranja  às tirinhas, mas como não tenho prática, traziam muita pele branca agarrada. Por isso optei pela outra estratégia.


Além dos 3 frasquinhos da primeira foto, ainda sobrou um pedaço que quase encheu outro frasco. Mostro-vos aqui para verem melhor como fica. Cliquem nas imagens para ampliar.


Cada frasco contém cerca de 200 ml.
Com votos de que tenham uma boa semana, beijinhos da

Bombom (Tia Fátima / Avó Fátima

MAIS, SOBRE...SABONETES...

Há algum tempo que descobri que o "Isto Faz-se" também vende matérias primas para a confecção de sabonetes artesanais. Há dias passei lá e comprei  Base para Sabonetes


e ainda uma embalagem de corante azul e outra de essência de violetas.


Não achei muito caras e vão dar para muito tempo. Fiz 3 sabonetes bem lindinhos e perfumados!





A técnica é muito simples e fez-me lembrar a do chocolate!
- Põe-se uma panela com água ao lume para banho maria e noutra parte-se a porção necessária de base glicerinada para sabonete, em pedacinhos pequenos ou rala-se com um ralador de legumes grosso.
- Com um termómetro da cozinha, vai-se monitorizando a temperatura da água do banho maria, que não deve exceder os 75 a 80° C. Baixa-se o lume e deixa-se derreter sem mexer porque mexendo, vai criar espuma e fica feio. Se tiver de mexer, faça-o com um estilete de vidro ou um pauzinho das espetadas, com muita suavidade.
- Quando estiver bem derretida a base, acrescenta-se o corante (3 gotas ou mais conforme se quiser) e envolve-se e de seguida a essência (3 ou 4 gotas por sabonete).
- Limpa-se a panela por baixo para não escorrer água e verte-se o sabonete nas formas, até acima. Se tiver uma espécie de nata, deve-se afastar (como se faz à do leite) com uma colher de plástico. Esta operação deve ser rápida porque o sabonete seca rapidamente.
- Deixa-se arrefecer por 30 minutos e depois cobre-se com película transparente (film) e leva-se ao frigorífico durante cerca de 1 hora.
- Findo esse tempo retira-se das formas e embala-se em film ou papel de seda.
- Para retirar o sabonete, vira-se a forma ao contrário e dá-se uma pancada rápida na forma para descolar; o sabonete deve cair logo. Se houver problema, leve de novo ao frigorífico por mais 30 minutos e tente de novo. Os sabonetes também podem descolar-se pressionando suavemente o fundo da forma, com cuidado para não a partir. 

Aconselho-vos uma visita a  http://www.istofaz-se.pt/site/

O Isto Faz-se foi criado inicialmente por um grupo de jovens que trabalhavam em Pastelaria, com o objectivo de adquirirem os materiais necessários à profissão, a um melhor preço e depressa alargaram este conceito criando 2 lojas: uma em Massamá e outra em Benfica (próximo da Igreja).
Com o tempo e a adesão recebida, criaram uma Escola de Cake Design, a primeira em Portugal, com reconhecimento internacional.
Têm uma Loja on line e aceitam encomendas que enviam para todo o país.
Visitei a de Benfica e fui muito bem atendida por pessoal muito simpático.
Aqui fica a minha homenagem pela ousadia do empreendimento que se tornou um sucesso!

Beijinhos da

Bombom (Tia Fátima / Avó Fátima)

HOJE HÁ SABONETES NO MEU ESTAMINÉ

Há tantos anos que sonhava aprender a fazer sabonetes!...
Comprei até revistas brasileiras com a explicação, mas na altura, não foi fácil encontrar à venda aqui em Portugal, os materiais necessários. E, com o tempo, foi-se desenvolvendo mais o meu gosto pela Culinária.
Até que este ano, "o Menino Jesus" me trouxe pelo Natal, um "kit" completo, para eu fazer Sabonetes!


Como fiquei contente! Mas entretanto fui adiando a experiência, lendo algumas coisas sobre a matéria, quase receando experimentar...


Dentro da caixa, vinha uma embalagem de Base para Sabonetes,


um molde em plástico com 3 formas de sabonete,


3 saquinhos com : flores de aroma limonado, pedaços de algas azuis e erva príncipe; 1 frasquinho de essência de citronela e uma pipeta doseadora. Trazia ainda, um folheto com as devidas instruções.
E assim, um dia destes, pus mãos à obra, para ver o que conseguia realizar.
E no final, acho que valeu a pena! Fiquei tão contente! Já posso usar mais este conhecimento para confeccionar os presentes de Natal!


 Para começar, usei apenas 1/4 do produto e fiz 2 sabonetes maiores.


Como o restante não chegava para um grande, usei uma forma de silicone para bombons e fiz 5 mais pequeninos. São óptimos para usar na cozinha para neutralizar o cheiro de alguns alimentos.
Se gostarem, amanhã ensino-vos como se fazem e onde podem adquirir os materiais com facilidade.

Boa semana! Beijinhos da

Bombom (Tia Fátima / Avó Fátima)




UM NOVO UTENSÍLIO NA MINHA COZINHA!

                                                                              Foto 1

Há uns dias, fui presenteada com um novo utensílio para a minha cozinha. Obrigada Z. e A!

                                               Foto 2

Este é um dispositivo para espremer limão sem sujar as mãos e poder guardá-lo de seguida no frigorífico. Eu não conhecia este sistema e achei-o uma delícia!

                                                                       Foto 3
Coloca-se o limão no dispositivo e abre-se o "fechinho" que tem por baixo. Espreme-se e depois volta a fechar-se e pode guardar-se no frigorífico.

                                                                      Foto 4
Claro que não é um objecto imprescindível, mas como inovação, achei interessante. Trago-o para mostrar a quem, como eu, ainda não conhecia.

Bom e alegre Carnaval! Beijinhos da

Bombom (Tia Fátima / Avó Fátima)

DOURADINHOS "À LA BABETTE"


Não imaginam há quantos anos não comia Filetes, por serem fritos! E se gosto deste prato, com um belo Arroz de Tomate!
Por isso, quando descobri os Douradinhos à Lá Babette, tomei logo nota para experimentar cá em casa.
E fizeram sucesso! Desta vez, foram acompanhados com um Arroz de Coentros, feito com a Conserva dos ditos, que tenho sempre pronta no frigorífico, para estas ocasiões em que não apetece ter muito trabalho!
A técnica é a mesma dos Nuggets e a Babette inspirou-se numa receita da Margarina Vaqueiro.


Douradinhos "à La Babette"

4 lombinhos de pescada (fiz com filetes)
1 clara de ovo
salsa picada
farinha q.b.
100 g de corn flakes
sal, pimenta e sumo de limão q.b.
ketchup para acompanhar

Cortar os lombinhos de pescada em cubos e temperar com sal, pimenta e sumo de limão. Deixar marinar pelo menos duas horas.
Ralar os corn flakes e deitar numa tacinha ou tigela. ( Usei a 123 e pulsei 3 ou 4 vezes para que ficassem meio grossitos, mas não em pó). Juntar a salsa picada e misturar.
Noutra tigela disponha a farinha (usei pão ralado). Bata a clara de ovo em castelo, num prato ou taça.
Acenda o forno a 200°. Forre o tabuleiro ou pirex com papel vegetal tipo Glad.
Escorra o peixe da marinada, passe-o pela farinha, depois pela clara batida e por fim pelos corn-flakes envolvendo bem. Vá colocando no tabuleiro e no fim, leve ao forno quente durante 10 minutos. Vire os cubos de peixe ao contrário e leve de novo ao forno por mais 15 minutos para ficarem douradinhos de um lado e de outro. Sirva simples ou acompanhados de ketchup.

Podem conferir aqui:  http://afestadebabette.blogspot.com/2011/12/douradinhos-la-babette.html
A Conserva de Coentros para o Arroz, podem ver aqui:
http://receitasdatiafatima.blogspot.com/2010/07/o-meu-estamine-vai-fechar-para-ferias.html

Resta-me desejar-vos um Alegre e Feliz Carnaval.

Beijinhos da

Bombom (Tia Fátima /Avó Fátima)

NUGGETS DE FRANGO, À LA BABETTE


Hoje na montra principal de O Meu Estaminé, temos uma receita vinda daqui:
 http://afestadebabette.blogspot.com/2011/11/nuggets-de-frango.html
 Quando vi esta receita de Nuggets de Frango no blog A Festa de Babette, fiquei entusiasmada. Por causa do mau funcionamento da minha visícula biliar, não posso comer nada que seja frito e tenho de evitar comer gorduras. Ora este prato é rápido de preparar, fácil, económico e é preparado no forno!
A Babette serviu-os simples, para molhar em ketchup. Eu fiz com uma salada variada e fruta, como refeição leve para um jantar, em que há sempre uma sopa quentinha. 
Estas Nuggets são uma boa solução para as crianças que têm de levar almoço para a Escola (estou a pensar nos meus nètinhos, claro), ou para quem precisa de fazer Regime para Emagrecer.


Nuggets de Frango (à La Babette)


2 peitos de frango
1 clara de ovo
farinha q.b. (usei pão ralado, farinha de rosca no Br.)
125 g de corn flakes
sal, pimenta e sumo de limão q.b. (acrescentei 1 dente de alho espremido)
Ketchup para acompanhar


Cortar os peitos de frango em cubos e temperar com sal, pimenta e sumo de limão (acrescentei alho espremido).
Deixar marinar pelo menos 2 horas.
Forre um tabuleiro ou pirex com papel vegetal tipo Glad. Ligue o forno a 200°.
Rale os corn flakes (pisei grosseiramente, com os dedos) e deite numa tacinha ou tigela.
Noutra taça deite a farinha (ou pão ralado). Bata a clara em castelo.
 Escorra o frango da marinada. Passe por farinha, a seguir pela clara, e finalmente envolva bem nos corn flakes.
 Coloque os cubinhos no tabuleiro e leve ao forno bem quente, durante 10 minutos. Vire os cubinhos ao contrário e leve de novo ao forno por mais 15 minutos para tostarem de ambos os lados.


Se ainda não conhecem, não deixem de visitar http://afestadebabette.blogspot.com
que tem uma cozinha onde se serve muito bem e com muito requinte e bom gosto.
Amanhã trago-vos outra receita desta Cozinha!
Bom Fim de Semana! Divirtam-se no Carnaval (enquanto ele "não emigra", he,he)! 
Beijinhos da


Bombom (Tia Fátima / Avó Fátima)

CINCO QUARTOS DE LARANJA - SEIS ANOS DE VIDA NA BLOGOSFERA!


                            Antúrios para a Mesa da Festa! - Ilha da Madeira

O Cinco Quartos De Laranja fez ontem seis aninhos! Será que já vai para a Escola? (He,he)!
Parabéns Laranjinha! Seis anos é obra!
Já pensaram o que significa um Blogue de Culinária com seis anos?
O trabalho de planeamento, a imaginação e criatividade exigida, a arte das fotos que dão tanta vida à exposição escrita, o dinheiro gasto nos enquadramentos (quando se leva a coisa tão a peito)?...
Mas o Cinco Quartos de Laranja não é só isso: é um lugar onde se partilham livros e leituras, bons filmes, belas viagens de trabalho ou de férias, fins de semana no campo em casa dos pais ou aconchegantes reuniões familiares!
E os desafios e passatempos que a Laranjinha tem ajudado a divulgar, como o que resultou daquela série televisiva do ano que passou, em que tantas amigas enviaram Receitas com Histórias dos Anos Sessenta?
Por tudo isto, se tornou para nós, suas leitoras, um blogue tão especial!
A acrescentar às magníficas receitas, transformou-se também num espaço de divulgação do trabalho de bons Chefs, de eventos Gastronómicos e de Restaurantes que vale a pena visitar...
PARABÉNS, LARANJINHA!
PARABÉNS, CINCO QUARTOS DE LARANJA!

Para comemorar o seu 6° aniversário, a Laranjinha lançou um desafio.
O tema é "Uma Receita em que entre Laranja".
Podem ver mais aqui 
cincoquartosdelaranja.blogspot.com/2012/02/seis-anos-e-uma-receita-com-laranja.html



Vou tentar participar neste desafio com a receita do Risotto de Laranja que publiquei anteontem.
Será o primeiro desafio em que entro porque ainda não sei movimentar-me muito bem nestas coisas!...
Fica aqui o link para a receita que ofereço para a Mesa da Festa!
receitasdatiafatima.blogspot.com/2012/02/risotto-de-laranja.html

Feliz dia de São Valentim!
Beijinhos para todos e um, em especial para a Laranjinha!

Bombom (Tia Fátima / Avó Fátima)

RISOTTO DE LARANJA



Há uns tempos atrás, contei-vos da minha ida ao Restaurante Darwin, no Centro Champalimaud.
Desde essa altura, fiquei com uma enorme vontade de reproduzir o Risotto de Laranja na cozinha de O Meu Estaminé. Levei tempo a interiorizar a ideia, mas saíu hoje para o almoço e não imaginam o sucesso!
Adoro, quando uma receita que me parece um bocado estrambólica, me sai na perfeição e arranco elogios (he, he)!
Este é um arroz óptimo para acompanhar pratos de carnes de aves (ou outras), assadas ou grelhadas e é facílimo de fazer.
A receita que vos dou é para 2 pessoas.


Risotto de Laranja

1 dente de alho
1/2 cebola
2 colheres de sopa de azeite virgem
1 folha de louro (sem a nervura do meio)
1 laranja em sumo e raspa de metade
100ml de arroz (1 chávena de café cheia)
1/2 litro de água a ferver (350 a 400 ml devem chegar)

Preparação: Ponha a água a ferver.
Prepare o sumo de laranja (usei cerca de 80 ml) e junte-lhe a raspa de metade. Reserve.
Num tachinho, refogue a cebola picada, o alho picado e a folha de louro, com o azeite.
Quando começar a alourar junte o arroz, envolva bem e deixe aquecer durante cerca de 1 minuto.
Junte então o sumo e a raspa da laranja e deixe embeber bem no arroz.
Acrescente mais 100 ml de água quente e 1 colher de café de sal, mexa e deixe cozinhar até o arroz absorver o líquido. Junte mais 100 ml de água quente, mexa, prove e rectifique o sal. Deixe cozinhar
até o arroz estar "al dente" e acrescente um pouco mais de água  e sal, se for necessário.
Retire do lume e sirva de seguida.


Notas:
- Eu não sou especialista em risottos. Este é o segundo que faço com esta técnica e acho que ainda tenho muito que aprender. Geralmente cozinho o arroz em lume brando por cerca de 12 ou 13 minutos.
Para este, na hora de juntar a água, aumentei para lume forte até levantar fervura e depois voltei a pôr em lume brando até absorver o líquido. Gastei cerca de 300 ml de água quente e deixei cozinhar por cerca de 15 minutos, no total.
Para 4/5 pessoas: azeite q.b., 1 dente de alho grande, 1 cebola média, louro, 200 ml de arroz (1 cháv. almoçadeira), 3 chávenas de água a ferver (600 ml), 200 ml de sumo e raspa de 1 laranja.
Só se usa a água necessária, pelo que a medida que vos dou não é exacta e pode sobrar alguma.

Aconselho-vos a experimentarem. Ficou muito melhor e mais saboroso do que o do Restaurante!
Desejo-vos um resto de bom Domingo e uma óptima semana.
Beijinhos da

Bombom (Tia Fátima / Avó Fátima)

PARABÉNS WELZE ! HOMENAGEM PÓSTUMA (BC)


                                         Estátua do Jardim da Fundação Berardo na Ilha da Madeira

PARABÉNS WELZE!

De Santo Agostinho:

" A morte não é nada.
Eu somente passei para o outro lado do Caminho.
Eu sou eu, vocês são vocês.
O que eu era para vocês, continuarei sendo.

Dêem-me o nome
que vocês sempre me deram,
falem comigo como sempre fizeram.
Vocês continuam
vivendo no mundo das criaturas,
eu estou vivendo no mundo do Criador.

Não utilizem um tom solene ou triste,
Continuem a rir
daquilo que nos fazia rir juntos.
Rezem, sorriam, pensem em mim.
Rezem por mim.
Que meu nome seja pronunciado como sempre foi,
sem ênfase de nenhum tipo.
Sem nenhum traço de sombra ou tristeza.

A vida significa tudo o que ela sempre significou;
o fio não foi cortado.
Por que estaria eu fora de seus pensamentos,
agora que estou apenas fora da sua vista?
Eu não estou longe,
apenas estou do outro lado do Caminho...

Você que aí ficou, siga em frente,
a vida continua,
linda e bela como sempre foi. "

                                            Flor de Ibisco - Jardim Botânico da Ilha da Madeira

No dia do Aniversário da nossa saudosa Amiga Welze do blog  http://gostosurassemtravessuras.blogspot.com, a Angela do  http://orapitangas.blogspot.com  lançou o desafio para uma Blogagem Colectiva (BC).
Quem  conheceu a Welze, sabe como ela gostava de festejar a Vida. Tudo para ela era motivo de comemoração, de festa rija!
No seu blog Gostosuras sem Travessuras, pudemos acompanhar a sua imensa força de carácter, a energia que ela emanava, o seu sentido de humor e a alegria contagiante.
Por isso deixou tantas saudades...
Lá onde estiver agora, vai ficar feliz com a Festa que lhe vamos oferecer.

                                 Jardim Botânico da Ilha da Madeira

O Meu Estaminé contribui para a mesa da Festa com flores da Ilha da Madeira , (terra da minha avó materna) e  uma grande gulodice, o seu...

TUIXÃO (de Tuix)

2 pacotes de bolacha maria
1 pacote de caramelos de leite
1 kg + 1kg de chocolate de leite 

Rale a bolacha no triturador (123).
Derreta os caramelos em banho maria.
Derreta 1 kg de chocolate.
Forre uma forma de bolo inglês com papel vegetal (Glad).
Deite o chocolate derretido e alise bem. Leve ao frigorífico.
Quando estiver bem duro, verta o caramelo derretido e ainda morno.
Cubra com a bolacha moída e verta o restante chocolate derretido (1 kg), de modo a cobrir tudo por igual.
Leve ao congelador para endurecer mais depressa.
Para servir, retire o papel e corte às fatias.


Um bom Domingo para todos. Beijinhos da

Bombom  (Tia Fátima / Avó Fátima)