BOLACHAS PARA UM CHÁ DE FIM DE TARDE

Aqui há tempos comprei numa promoção do Lidl uma caixa com cortadores de bolachas de vários tamanhos e feitios. Com eles vinham duas receitas de bolachas para recortar, que eu já testei.


Bolachas de manteiga

300g de farinha de trigo ( uso Branca de Neve)
200g de manteiga (usei 100g de margarina)
100g de açúcar (usei 60g)
1 ovo
raspa de limão

Deitar a farinha numa tigela, acrescentar a manteiga em pedacinhos, juntar o açúcar, o ovo e a raspa do limão. Amassar tudo para ficar uma massa uniforme. Fazer uma bola e cobrir com película aderente. Deixar repousar em local fresco durante 45 minutos.
Passado esse tempo acenda o forno e em seguida polvilhe a bancada com farinha. Estenda a massa com a ajuda do rolo da massa. Corte as bolachinhas. Se não tiver cortadores, use 2 copos com tamanhos diferentes.
Forre os tabuleiros com papel vegetal e disponha as bolachinhas com um pequeno espaço entre si.
Leve ao forno aquecido a 175° C por 15 a 20 minutos. Retire logo que comecem a alourar e deixe arrefecer.
Depois de frias podem guardar-se em frascos ou caixas de plástico herméticas.

Notas:
- Como devem ter reparado, "roubei" nas quantidades de manteiga e de açúcar e usei margarina. Se não tiverem problemas de visícula nem de colesterol, podem experimentar a receita completa.
- Como sofro desses dois males, uso margarina vegetal que não reage ao açúcar para formar colesterol.
- Disse quem provou que eu podia repetir a dose! Para o meu gosto estavam muito boas.

E agora o chá, fica por vossa conta, he, he!
Tenham um bom fim de semana. Beijinhos da

Bombom (Tia Fátima ou Avó Fátima)

CONSERVAS E COMPOTAS

                 Conserva de Coentros

Depois de uma semana de preguiça (he,he), cá estou eu de novo com algumas sugestões.
Tinha-se-me acabado a Conserva de Coentros (ver Conservas)  há uns dias e já estava a fazer-me falta. É fácil de preparar e mantém o aroma intenso. Por isso, basta acrescentar uma pequena quantidade a um molho ou refogado, para lhe dar um sabor muito especial.
Se preciso de fazer um arroz (para 2), basta colocar 1 colher de sobremesa num tachinho, acrescentar 1 dente de alho espremido ou picadinho, aquecer e juntar 1 dl (1 chávena de café) de arroz, deixar aquecer bem, mexendo com a colher de pau e acrescentar 2 dl de água a ferver. Rectificar de sal, tapar e deixar cozinhar por 12 minutos.

                         Doce de Abóbora com Especiarias

Tinha no frigorífico um pedaço de abóbora menina e uma receita da Colher de Pau que queria muito provar.
A Colher de Pau é a dona do http://paracozinhar.blogspot.com 
Como sabem ela é uma exímia Cozinheira e não só: tem também um cantinho muito simpático com imensas sugestões para nos facilitar a vida e para pouparmos as nossas economias em  http://economiacadecasa.blogspot.com
Tinha lá visto o Doce de Abóbora com Laranja e Especiarias e no passado fim de semana fiz a experiência. 
E ficou um espectáculo de cor e de sabor! Um requinte que venho partilhar convosco numa pequena homenagem à Colher de Pau pelo seu excelente trabalho.

Doce de Abóbora com Laranja e Especiarias
 
1 kg de abóbora
800g de açúcar
1 pau de canela
2 cravinhos da Índia
1 estrela de anis
1/2 limão 
1 laranja

De véspera, cortar a abóbora aos cubinhos para uma taça. juntar o açúcar, o pau de canela, os cravinhos e a estrela de anis. Mexer bem, tapar ou cobrir com película aderente (film)  e deixar repousar de um dia para o outro.
Colocar tudo num tacho de inox, juntar a raspa e o sumo do meio  limão e da laranja. Mexer e levar a lume brando até fazer ponto de estrada (cerca de 2 horas).
Colocar o doce nos frascos ainda quente, fechar e virar de boca para baixo. 


Notas:
- Fica um doce muito suave e nada enjoativo.
- É óptimo para servir com requeijão, com panquecas ou para rechear tortas e bolos.

Tenham um bom fim de semana. Beijinhos da


Bombom (Tia Fátima ou Avó Fátima)





PASTELINHOS DE PREGUIçOSA !...

Estava eu a visitar a http://cozinha-da-risonha.blogspot.com  , da Zèzinha, e fiquei com água na boca com a sua receita de Trouxas de Pizza. Nós gostamos muito de Pizza cá em casa e quando havia sobras de alguma refeição, brincávamos dizendo, "não faz mal, vai para a Pizza"!
Então lembrei-me de vos dar a minha receita mais rápida e económica. Ela aqui vai, despretenciosamente, pois pela sua simplicidade, quase não tem história. Mas talvez vos dê outras ideias...

Pastelinhos de Preguiçosa

1 caixa de massa folhada (uso marca branca Continente por serem as menos gordurosas que conheço)
sobras de carne cozinhada, picadas na 1.2.3. q.b.
queijo ralado (mistura de 3 queijos, marca branca Continente) q.b.

Papel Vegetal Glad

Aquecer o forno a 180° C. Forrar um tabuleiro com o papel vegetal.
Com a ajuda do rolo da massa, esticar cada placa de massa folhada, primeiro um pouco no sentido da largura, e depois mais,  no sentido do comprimento. Cortar ao meio a fim de obter 2 quadrados grandes.


 Colocar no meio de cada quadrado uma boa porção de carne picada e outra de queijo ralado. Molhar as pontas dos dedos em água fria e passar pelas beiras, em toda a volta, (como se fosse cola).
Fechar os vértices opostos para os pastéis ficarem com a forma de triângulo, e apertar bem os lados.


Pincelar por cima com leite.
Levar ao forno por 15 a 20 minutos, até alourarem (sem queimar).

                 Vê-se as marcas do leite que pingou o papel vegetal...

Retire do forno, descarte o papel vegetal e arrume o tabuleiro no armário.
Sirva os pastéis acompanhados de uma boa salada mista ou legumes cozidos.
E não se esqueça de abrir a refeição com uma Sopa de Legumes e terminar com uma peça de fruta.
Este é um bom menú para quem quer preservar a Saúde e não aumentar o peso.

Notas:
- Quem for Vegetariano ou não gostar de carne, pode sempre substituí-la por cogumelos picados, espinafres, couve-flor ou bróculos (bróculi).
- Podem usar outros tipos de queijo como o Flamengo ou o Emental, ralados no ralador grosso, ou queijos moles e cremosos , tipo Philadélfia.
- Podem usar nozes, amêndoas ou pinhões (pinholi) ralados.
- Outra variante para quem tem pouco tempo, é usar uma caixa pequena de Molho Béchamel e juntar o recheio pretendido. Acrescentar um pouco de salsa picada e um dente de alho pequeno finamente picado.

- Cada caixa de massa folhada tem 5 placas, portanto dá para 10 pastéis.
- 2 pastéis por pessoa são suficientes para uma refeição. (Nada de exagerar, he, he)!
- Não se esqueçam da regra de ouro: Acabar a refeição 80% saciado! Para ter longa vida!

Um óptimo fim de semana e preservem-se do frio! Beijinhos da

Bombom (Tia Fátima ou Avó Fátima)

1° ANIVERSÁRIO DE "O MEU ESTAMINÉ"... E UMA TARTE DE REQUEIJÃO

Faz hoje um 1 ano que O Meu Estaminé foi inaugurado e parece que foi ontem...
Ainda me parece mentira, como consegui voar sem ter asas! Nem sabia meter as fotografias!
Graças às ajudas e ensinamentos dos filhos e noras, mais o "empurrão" dos sobrinhos, ele foi criado no dia dos anos da Avó, em 18 de Janeiro de 2010, mas o primeiro post saíu só no dia 20.
O que eu aprendi desde esse dia até hoje! (E o que ainda me falta aprender, que nem um selo ainda sou capaz de "apanhar"!).
E os mundos que se me desvendaram?...
E as pessoas lindas que conheci e que partilharam comigo conhecimentos, vivências, talentos e Amizade?...
E todos os que, com os seus comentários me foram dando o "feed-back" que tanto me ajudou a orientar?...
Tudo isso quero celebrar hoje. Quero que todos saibam que têm a minha gratidão e que os envolvo a todos num imenso abraço.


Então para comemorar, vamos pôr a mesa e fazer o chá.


 A caixa foi um presente feito pela amiga V. e é linda.
E a receita que vos trago hoje tem uma história para contar.


Há muitos anos, ainda dava aulas no concelho de Sintra, costumava fazer compras semanalmente numa loja tradicional da zona da Estefânia, perto do antigo Casino. Era uma loja de frutas, legumes e hortaliças onde havia tudo sempre fresco e viçoso e também vendiam requeijões que pareciam acabados de fazer. Um dia a D. Fernanda, a dona da loja, deu-me uma receita da Tarte de Requeijão que ela fazia. E a Tarte "dela" fez um vistão na mesa cá de casa no lanche desse fim de semana!
A loja dela já não existe, hoje é um Banco ou coisa parecida. Mas eu nunca me esquecerei da simpatia com que ela me brindou com a sua receita. Obrigada, D. Fernanda! Bem Haja!

Tarte de Requeijão (da D. Fernanda de Sintra)

Ingredientes:

2 requeijões
250g de açúcar branco (1 chávena almoçadeira)
5 gemas
100g de margarina derretida morna (usei 1 dl de Vaqueiro líquida)
5 claras em castelo
2 colheres de sopa (cheias) de farinha de trigo (uso Branca de Neve)
1 colher de chá de fermento em pó (uso Royal)
canela em pó q.b.

Prè-aquecer o forno.
Forrar uma forma com papel vegetal Glad.
Juntar os ingredientes pela ordem indicada.
Eu comecei por bater as claras em castelo com um pouco de sal, até ficarem em neve.
Depois, num prato,  desfiz os requeijões com um garfo e deitei numa tigela com o açúcar.
Bati com a batedeira até ficarem cremosos (5 minutos). Acrescentei as gemas e em seguida misturei a  margarina líquida. Com a ajuda de um passador de rede juntei a farinha com o fermento e a canela, e bati bem.
Por fim, envolvi as claras em castelo, cuidadosamente.
Deitei na forma e levei ao forno quente (180°) por 30 a 40 minutos. Fiz o teste do palito: quando este saíu seco, apaguei o forno, retirei a Tarte e deixei a arrefecer uns 10 minutos. No fim desse tempo coloquei a tarte no prato de serviço e deixei arrefecer completamente.

 Aqui está, ao sair do forno. Esta Tarte pode ser feita forrando a forma com uma base de massa folhada ou massa quebrada. Depois verte-se a massa como recheio e o sabor é o da Queijada. Eu, como sou gulosa, gosto mais assim!
E como era para uma Festa de Aniversário, bati um pacote de natas com 5 colheres de açúcar em chantilly e cobri o Bolo. Enfeitei apenas com umas pepitas de chocolate.





E foi o Bolo que levei para comemorar os 95 anos da minha Mãe!
Quando o fizerem, digam-me o que acharam, pode ser?
E se quiserem pode dar sugestões para tema de futuros "posts". 
O Estaminé é Meu mas os Clientes "têm sempre razão"!...

O meu abraço para todos os que vierem tomar chá hoje!
Beijinhos da

Bombom (Tia Fátima ou Avó Fátima)

PARABÉNS MÃE!

Hoje é um dia muito especial! Faz anos a minha Mãe! 95 anos de vida!


 Também faz anos o meu irmão mais velho e uma sobrinha. 3 gerações que assinalam hoje o seu Aniversário.

E não só. Também o blog da Nilce Gibson, http://www.nilceguerreira.com/ completa hoje um ano de vida.

Por isso ela lançou um desafio a que eu aderi, mas não consegui colocar aqui o selo. (Bem tentei mas ainda tenho muito que aprender). O Tema do Desafio é "Minha Declaração de Amor" e a minha é dedicada à minha Mãe, claro.
Envolvendo todos no mesmo abraço, desejo-vos longa Vida com Saúde, Amor, Alegria, Serenidade e Paz no coração. E aqui fica um poema muito singelo que fiz há muitos anos para um Dia da Mãe.

Os Olhos de Minha Mãe

Os olhos de minha Mãe
São tão tristes, pobrezinhos!
Tão nublados, tão chorosos
E tão faltos de carinhos.

Teus olhos, mãezinha querida,
Teus olhos meu sonho são.
Quer de noite, quer de dia
Vivem em meu coração.

Teu olhar meigo, tão doce,
Tua ternura tão querida,
Fazem de ti, minha Mãe,
Toda a luz da minha vida.

Os teus olhos, doce Mãe,
Estão há muito enevoados.
A neblina é de tristeza,
De pranto os vejo molhados.

Ó Mãezinha, quanto eu dera
P`ra não mais te ver sofrer!
Ser bela fada quisera
E teu véu de tristeza erguer!

Fátima Carrapa

E para a Nilce Guibson um voto de longa vida ao seu blog! Que esta data seja um marco para renovar energias para continuar com Saúde e Alegria, a contar histórias da Vida de Uma Guerreira.

Uma boa semana para todas as minhas visitas, que hoje completaram as 25000. Depois de amanhã  festejarei o 1° Aniversário de O meu Estaminé, com todos os que quiserem aparecer!
Beijinhos da

Bombom (Tia Fátima ou Avó Fátima)

LEGUMES ASSADOS Â MINHA MODA

Tinha uns bifinhos para grelhar e queria acompanhar com uns Legumes Assados no Forno, à maneira.
Fartei-me de procurar receitas em alguns bons blogs da nossa praça e numas revistas, mas nada. Não tinha os legumes que constavam nas receitas! Não tinha outro remédio senão ir para a cozinha e inventar com a prata da casa, ou seja, do frigorífico.


                       Legumes Assados em Papelote

Preparei um tabuleiro, forrei com 2 folhas de papel de alumínio desencontradas para ficar com maior superfície, e pus por cima uma folha de papel vegetal Glad (não precisa untar e nada se agarra).
Liguei o forno a 180°.

Ingredientes para 2 pessoas:
1 batata doce comprida  e fina (ou 2 médias)
2 cenouras médias
1 cebola vermelha peq.
1 cebola branca peq.
1/2 lata pequena de cogumelos (champignons)
2 dentes de alho médios (ou 1 grande)
1 folha de louro (sem a nervura do meio)
1/2 dl de azeite virgem
1 colher de chá de flocos de chilly
1 colher de sobremesa de vinagre balsâmico (de Modena)
1/2 dl de água
1/2 dl de vinho branco (ou brandy)
sal, pimenta preta, tomilho q.b.

Numa tijelinha misture o azeite, os alhos espremidos, o vinagre balsâmico, o líquido escolhido, o louro em pedacinhos, o sal, a pimenta preta moída e o chilly. Barre o fundo do papel vegetal com duas colheres deste molho. Por cima deite em camadas as cebolas, em lâminas finas, a batata doce em rodelas de 0,5 cm, a cenoura em rodelas e os cogumelos inteiros. Espalhe o restante molho por cima e feche o papelote, como se fosse um envelope: por cima, a todo o comprimento e dos lados, bem enrolado. Leve ao forno forte por 30 a 40 minutos.

Notas:
- Se tivesse bróculos ou curgete, não teria usado os cogumelos.
- Usando os cogumelos, a refeição já tinha as proteínas necessárias e não era preciso juntar carne. Ficaria um bom prato de Cozinha Vegetariana.
- Pode substituir o sal por Flor de Sal aromatizada com Chilly e Tomilho (ver receita já publicada).

Desejo que comecem bem a semana, com Sol no coração!
Beijinhos da

Bombom (Tia Fátima ou Avó Fátima)

EQUILÍBRIO ALIMENTAR NO INÍCIO DO ANO

Peguei na Revista Continente Magazine n° 2 e comecei a folheá-la, revendo alguns doces e iguarias que ficaram por fazer neste Natal...
A certa altura deparei-me com esta frase, na secção de Nutrição:
"Os excessos alimentares em ocasiões especiais, não comprometem a saúde. Não devem é arrastar-se durante dias. Nem sempre se engorda entre o Natal e o Ano Novo, mas sim entre o Ano Novo e o Natal seguinte!"

E depois de um artigo da Nutricionista Dra. Carolina Soares, termina com este pequeno resumo de regras que ajudam a retomar o equilíbrio alimentar após as Festas:

"Controle o apetite - fraccionando a alimentação ao longo do dia. Não salte refeições! Faça no máximo 3 horas de intervalo entre cada uma. É importante fazer entre cinco a sete refeições ao longo do dia (pouco de cada vez).
Beba 1,5 a 2 litros de água - ao longo do dia, para que o organismo mantenha um bom nível de hidratação. A água pode ser substituída por chá, infusões ou outras bebidas sem calorias (sem gás nem açúcar).
Abuse dos legumes - crus ou cozinhados. Fornecem poucas calorias e são ricos em fibras, vitaminas e minerais.
Leguminosas (feijão, grão, lentilhas) - Para além de fibras, vitaminas e minerais, fornecem muita energia.
Consuma 2 a 3 peças de fruta por dia - Se sentir muita vontade de comer algo doce, é preferível a fruta a outros alimentos (bolos, chocolates, etc.)
Mais peixe - É desejável consumir 2 ou 3 vezes por semana peixes gordos (salmão, sardinha, arenque, atum, cavala). A gordura do peixe é mais saudável do que a da carne.
Prefira métodos de confecção simples - Cozidos, grelhados, estufados e guisados. Promova o "tudo em crú". Limpe a carne e o peixe das gorduras visíveis.
Inicie as refeições principais - com um prato de sopa, rica em legumes (couves,  nabiças, alfaces,  agriões, cenoura, nabo, alho francês, cebola, tomate, bróculos). A sopa é saciante e ajuda a regular o apetite.
Para cozinhar e temperar, prefira o azeite virgem - Modere a utilização de outros óleos ou gorduras.
Não esqueça o Pequeno-almoço! - A primeira refeição do dia é essencial para o rendimento físico e intelectual."

E para finalizar, uma receita a condizer:

Legumes Assados com Ervas e Alho

1 curgete
300g de tomate cereja
1 pimento vermelho
100g de bróculos
5 cebolinhas
4 dentes de alho
2 colheres de sopa de azeite
4 colheres de sopa de sumo de laranja
2 colheres de sopa de açúcar mascavado
manjericão, sal e pimenta preta moída na hora q.b.
Papel de alumínio

Preparação:

Pré-aqueça o forno a 200° C.
Tire as sementes e a parte branca do pimento e corte-o em fatias fininhas. Faça o mesmo à curgete. Corte as cebolas em quartos e os alhos em fatias fininhas.
Coloque os bróculos, a curgete, o pimento, as cebolinhas e o alho num tabuleiro (de loiça ou pirex) e regue com o sumo de laranja. Cubra com uma folha de papel de alumínio e leve ao forno durante 25 minutos.
Retire do forno e coloque o tomate, o azeite, o açúcar, o sal e a pimenta preta. Deixe assar durante mais 20 minutos e vá mexendo de vez em quando. Sirva com manjericão picado.

Notas:
- Pode alterar os legumes a gosto.
- Pode acrescentar cogumelos ao assado e assim tem as proteínas necessárias se não comer carne.
- Pode acompanhar com uma fatia de carne assada sem molho ou com um bife de perú ou de frango grelhado.

Uma boa semana! beijinhos da

Bombom (Tia Fátima ou Avó Fátima)

TORTA SALGADA (ROCAMBOLE - BR.)

                 Dia de Reis - postal elaborado por Sara D. de 9 anos

Há quem diga que os portugueses comem demasiado e são capazes de ter razão.
Antigamente, quando as pessoas não tinham tantos transportes e se deslocavam a pé para todo o lado, tinham necessidade de comer em maior quantidade. Depois, com a chegada dos transportes públicos e do carro particular, deixámos de fazer tanto exercício, mas não diminuímos a quantidade de alimentos que ingerimos.
Penso que esta é uma das causas da obesidade que tanto nos preocupa: a falta de exercício.
Por outro lado, habituámo-nos a comer grandes quantidades de carne ou peixe, esquecendo-nos que uma pequena dose diária é suficiente para nos alimentarmos convenientemente. No caso da carne, 100g diários e de peixe 150 a 200g, dão-nos a proteína necessária, se for complementada com os outros nutrientes necessários.
Voltarei a este assunto mais tarde, porque hoje trago-vos a receita de uma torta muito leve e saborosa, que se pode rechear com qualquer sobra de carne ou peixe, camarão ou uns simples cogumelos (tão ricos em proteína e que substituem lindamente a carne).
                 Acabada de fazer, sem decoração


Torta Salgada

6 ovos inteiros 
6 colheres de sopa de farinha com fermento (uso Branca de Neve) 
6 colheres de sopa de leite 
sal e pimenta q.b. 

Recheio 

1 pacote peq. de molho béchamel (uso Continente)
sobras de carne ou peixe (bacalhau incluído); salsichas picadas ou carnes frias; cogumelos ou espargos fatiados... 
1 dente de alho espremido 
1 colher de sopa de leite (fac.)
1 raminho de salsa ou folhas de mangericão

Papel vegetal Glad
1 pano da loiça (pano de prato - Br.) limpo e polvilhado com farinha


Forre um tabuleiro com papel vegetal Glad. Acenda o forno para ir aquecendo.
Abra os ovos para uma tigela, junte um pouco de sal e bata com a batedeira até aumentar de volume e obter um creme bem grosso e esbranquiçado.
Com a ajuda de um passador de rede, vá deitando a farinha aos poucos e envolva delicadamente com a colher de pau. 
Por fim junte o leite e mexa suavemente. Rectifique o sal e acrescente a pimenta a gosto. Verta a massa no tabuleiro e leve ao forno médio (180°) por 8 a 10 minutos.
Logo que começar a cheirar bem, faça o teste do palito. Se sair seco, retire logo do forno. 
Desenforme sobre o pano polvilhado com farinha (para não agarrar) e retire o papel vegetal. Espalhe o recheio e dobre o pano fazendo dobrar um pouco da massa sobre o recheio e enrole como se fosse um caracol, ao mesmo tempo que vai retirando o pano. (Isto é só para os mais inexperientes, não me levem a mal)!


Recheio:
Deite o molho béchamel num tachinho. Deite o dente de alho espremido e uma colher de sopa de leite (fac.) e leve ao lume a aquecer. Quando ferver, junte os ingredientes escolhidos e mexa bem. Retire do lume e junte um pouco de salsa picada ou mangericão. Tempere com pimenta preta moída na hora e rectifique o sal.

Para decorar:
- Num momento de pressa, usei apenas um pouco de Ketchup, folhas de mangericão e azeitonas pretas.
- Fica bem coberta de maionese com pequenas flores de Ketchup, ou com molho de tomate e flores de maionese.


 Notas:

Dependendo da decoração, pode ser um prato de requinte se acompanhado com uma boa salada mista, ou com legumes salteados em manteiga.
É um prato económico e muito nutritivo pois é feito à base de leite e ovos.
Não faz mal a quem sofre da visícula (fígado) se não se abusar dos molhos.
É óptimo para Pic-nics ou para um jantar ligeiro se acompanhado de uma sopa e fruta.
Se gostar do molho béchamel grosso, não inclua a colher de leite.
Acompanhei com ervilhas salteadas e bróculos.


Com votos de que passem um resto de semana agradável.
Beijinhos da 


Bombom (Tia Fátima ou Avó Fátima)















TORTA DE SALSA E AZEITONAS - BOLO SALGADO

A receita que vos trago hoje é de um blog que vale a pena visitar. O http://www.cucchiaiopieno.com/
Nesta "Colherzinha Cheia", podem encontrar magnífica Cozinha Vegetariana, a par de Bolos, Doces e Sobremesas de requintado gosto italiano. A dona do Cucchiaio é brasileira, casada em Itália e sabe receber muito bem quem a visita! ( Beijinhos, Léia)!

Fiz esta receita para um lanche de uma festa de aniversário. Foi muito apreciada porque é muito agradável e desenjoativa.
Acho que também pode servir de refeição se for acompanhada de uma Sopa e de uma Salada mista. É muito fácil de fazer e económica, por isso a divulgo hoje no Meu Estaminé.

            Ao sair do forno e sem decoração
TORTA DE SALSA E AZEITONAS (Bolo Salgado)

2 ovos
sal e pimenta a gosto
2 chávenas de chá de salsa picada
2 tomates maduros sem sementes, picados (usei 3 colh. sopa de concentrado de tomate)
2 colheres de sopa de queijo parmesão ralado
100g de azeitonas verdes picadas
1/2 chávena de chá de azeite virgem (1 dl ou 100ml)
1/2 chávena de chá de água mineral filtrada (usei do Luso)
1 colher de sopa de fermento em pó
8 colheres de sopa de farinha de trigo

Para decorar:
10 tomates cereja cortados ao meio e temperados (com)
1 colher de sopa de azeite virgem
mangericão ou salsa

Bater as claras com o sal em castelo firme.
Numa tigela juntar todos os restantes ingredientes e mexer bem.
Incorporar as claras aos poucos, envolvendo com cuidado.
Deite numa forma de bolo inglês (25 cm), untada e leve ao forno pré-aquecido por 20 minutos, ou até dourar. Faça o teste do palito.
Desenforme e deixe arrefecer. Cubra com o tomate cereja temperado e decore com folhas de mangericão ou raminhos de salsa.

               Ainda fui a tempo de fazer a foto!

Notas:
- Bati os ovos inteiros com o sal até obter um creme grosso e esbranquiçado, (como para as tortas doces )e segui a receita como é descrita. Desde que se tenha cuidado ao envolver os ingredientes, fica muito mais fácil.
- Não tinha à mão a forma de bolo inglês, fiz na redonda.
- Decorei com maionese e ketchup e azeitonas pretas.

Continuação de uma boa semana.
Beijinhos da

Bombom (Tia Fátima ou Avó Fátima)

FRANGO ACEREJADO, COM MARMELO CARAMELIZADO EM VINHO DO PORTO

                      Hall de entrada

...Foi apenas um saltinho e já cá estamos dentro de 2011!
Espero que para trás tenha ficado a crise, afogada em champanhe!
Nós podemos virar esse ponteiro torcido do relógio da vida! Precisamos de encará-la (à crise) de frente e desmistificá-la.
Se calhar vamos ter de repensar alguns supostos valores que acompanharam a geração mais nova. Muitos pais da minha geração (anos 40 e 50) viveram um clima de austeridade imposto pelas consequências da Segunda Guerra Mundial. Não querendo que eles passassem pelas mesmas privações, tudo fizeram para que eles não as sentissem. E quando assim é, os filhos tornam-se exigentes, ingratos e mal agradecidos. Tudo lhes foi dado de mão beijada e nada lhes foi pedido. Eles não se sentem responsáveis, nem reconhecem o valor do Esforço e do Trabalho...
E a Sociedade, com as suas solicitações para o facilitismo do Ter, ajudou à "festa".
Os meninos querem a mota XPTO? Os pais pagam e quantas vezes pagam também com lágrimas o seu enterro!
Os meninos querem o telemóvel da última geração? Os pais pedem dinheiro ao Banco, endividam-se, mas ao menino "nada faltará".
Os meninos querem ir de férias sozinhos? A Consola? O Computador?...
Os papás aumentam a dívida ao Banco. E assim por diante...
Os pais, assoberbados pelo trabalho e pelas preocupações de gestão do magro salário, mais as dívidas contraídas com a casa e com o carro, mal podem cumprir as obrigações bancárias das dívidas contraídas para satisfazer os filhos. E já nem têm tempo para estar com eles, para lhes transmitirem os valores  absolutos que elevam o coração dos Homens: Amor, Interajuda, Fraternidade, Lealdade, Trabalho, Honestidade...
Há dias ouvi um responsável da DECO (Defesa do Consumidor), dizer que talvez a "crise" tenha um lado positivo. O de repensarmos como se deve gerir e gastar o nosso dinheiro!
Eu estou plenamente de acordo!
Por isso, neste Ano que agora começou, gostava de continuar a trazer-vos sugestões e receitas simples, fáceis, económicas, mas bonitas e agradáveis à vista!
E a primeira do Ano vai ser a ementa do nosso Almoço (romântico) do Dia de Ano Novo.


Frango Assado no Forno

Marinada (de véspera)

1 frango (fiz 1/2 só para 2 pessoas)
2 colheres de sopa de azeite
2 dentes de alho espremidos
1 folha de louro (sem nervura no meio), partida em pedacinhos
1 colher de sopa de vinagre balsâmico
1 colher de chá de molho de soja
1 colher de chá de Flor de Sal aromatizado com tomilho e chilly (ver receita)
2 colheres de sopa de Molho de Azeite Picante (ver receita)
1 colher de café de tomilho em pó

2,5 dl de caldo de carne (usei Knorr)
1/2 pau de canela
1 cálice de Vinho do Porto

Na véspera, juntar todos os ingredientes (até ao tomilho) numa tigelinha e barrar o frango com a marinada, por dentro e por fora.
No dia, colocar o frango e a marinada num tabuleiro. Regar com o caldo de carne fervido com 1/2 pau de canela.  Borrifar com o Vinho do Porto e levar ao forno para corar, durante cerca de 1 hora. Regue de vez em quando com o próprio molho.
Entretanto, vá preparando os marmelos.


Marmelo Caramelizado em redução de Vinho do Porto

3 marmelos
1 colher de sobremesa de açúcar mascavado (ou amarelo)
2 cálices de Vinho do Porto (1,5 dl)

Descasque os marmelos e corte-os em gomos. Dê-lhes uma rápida fervura, de 5 minutos, retire-os e escorra-os. Reserve.
Ponha numa frigideira ou num tacho largo o Vinho do Porto com o açúcar e leve ao lume para ferver. Baixe o lume para o mínimo e deixe ferver uns 10 minutos para reduzir o molho e caramelizar um pouco. Junte o marmelo com cuidado e deixe-o caramelizar no molho. Vire com cuidado para ficar igualmente corado de ambos os lados. Apague o lume.


Faça uns golpes no Frango e introduza o Marmelo Caramelizado. Regue-o com o Molho Acerejado de Vinho do Porto e sirva com uma Salada Mista.

 Notas:
Pode usar  peito de perú ou carne de porco para assar.
Pode usar alecrim ou salva (salvia) em vez do tomilho.

Não imaginam o sabor agradável do conjunto destes elementos! E os elogios que recebi!
Experimentem e depois digam a vossa opinião.
Beijinhos da

Bombom (Tia Fátima ou Avó Fátima)

FELIZ ANO NOVO! VIVA 2011 !

 Já vos tinha mostrado este postal, mas na altura não vos disse que foi oferta do Diogo, o meu neto de 5 anos. Foi confeccionado na Escola com colagens de papel de fantasia  (dos embrulhos ou de folhas de revistas) fotografado e impresso.
Hoje veio decorar a montra principal de O Meu Estaminé, para vos desejar FELIZ ANO NOVO!

                Presépio confeccionado pela outra Avó dos meus netos

E porque o início do Ano carrega consigo muita Esperança, ofereço a todas as minhas visitas um poema  meu em verso branco, singelo, de que gosto muito. FELIZ 2011 !

                         Mensagem de Esperança 

Dá-me a tua mão
e vem daí! 
Vem descobrir a Vida, 
o que ela tem... 

A Vida é um colar 
de que eu sou conta, 
tu és pérola 
e eles, fios incontáveis... 

Anda, 
vem descobrir a Vida! 
Vem correr, 
vem a cantar... 

Por trás do céu cinzento 
há Sol, 
lá longe há mar 
e os rios correm... 

E os sonhos nascem 
e os meninos crescem... 

Anda com eles, 
sem medo 
dos laços que se criam. 

Anda, corre,
não te percas no caminho! 

Dá-me a tua mão 
e vem daí!
Vem descobrir a Vida, 
o que ela tem!... 

Fátima Carrapa

Obrigada por me terem feito companhia durante o Ano que passou. 
Por me terem ajudado a sair do "fundo do poço" no qual caí quando a surdez súbita me atingiu. 
Por me terem ajudado a ser mais Feliz! 
Bem Hajam!
Um forte abraço da 

Bombom (Tia Fátima ou Avó Fátima)